segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Minha criança



Cadê a sua criança
que brincava, que nao tinha relógio
e se divertia horrores
com apenas um palito de fósforo?

Onde você maculou
aquela inocência? Onde a prendeu?
Que bolhas de sabão com sonhos estouraram?
Quais as que ao céu subiram?

Sua criança pede tanto
um tempo breve junto, um minuto de assunto;
Horas de diversão, com um pedaço de cano
um trapo no olho, tapa olho de pano!

Cadê os brinquedos que te divertiam?
E os sorrisos sinceros que comoviam?
Onde está nossa criança
Onde está ela, em toda essa dança?

Por que tanto silêncio?
Pra que correr assim?
Não vê que vivendo tanto tempo adulto
você se distancia de mim?

Olha ali, naquele espelho, busca no olhar
aquele menino que corria tanto
que brincava muito, que era feliz!
A criança cresce sim, mas porque a matar?

Senta na areia, faz um castelo
come um caramelo que o vovô te deu.
Olha o céu , admira a lua
Para de olhar tanto pra rua, pra vida que voa!

Onde anda você, minha criança?
Desculpe se te assustei, se ofusquei o encanto
Viver é a arte de aprender
Um pouquinho a cada dia e desaprender um outro tanto!

Fecha os olhos e lembra, onde estava com 7 anos?
Quais eram seu planos além de ser muito feliz?
O que comemorou?
Até onde você veio sem se ferir?
Quantos anos faz que seu navio afundou?
Como é o seu amor?

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Felicidade




Na tentativa e erro, aprendi
mas humano, muito humano
errei de novo, percebi
que cada escolha tem uma reação
as folhas tem sua estação para cair
os ventos tem hora marcada para partir

Silêncios dizem tanto pra quem quer ouvir
Soluços se fizeram presentes
muitas vezes aqui, tantas vezes senti
desespero e vazio, que nem o mundo todo preenchia
mas a alegria vem com o dia
e no dia a dia sorri, o oceano vazio, encheu

E desde então relembrei tudo que ja sabia
todo conhecimento que adquiri
cada vez que estive por aqui
e tudo ficou tão simples, tão leve
que a pluma ainda pesa mais que meu coração
caminho, lembranças, satisfação

Quando a noite vem, me faço estrela
me disfarço de felicidade e viajo
interajo com a vida, que sabida
me da a reposta que eu sempre quis
que o mais importante em viver
é principalmente ser feliz!


Rô Olem

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Asas de menina




O vento a tocou de repente
e no repente voou
percorreu o céu
seu pequenos pés gelaram de susto

Um balão cheio de vida
que explodiu no ar
espalhando gotas de sonhos
por onde o vento a fez passar

e nesse passeio gratuito
fortuito, deslizando no ar
sonhar, sonhar
era só o que fazia ate então

de olhos cerrados
gritos e sorrisos de emoção
atravessou uma nuvem de chuva
e dos olhos choveram; comoção

menina que sonhou
 e que sonha, que propõe que a vida é
 e vai além do que se vê
vida feita pra realizar tudo aquilo que se crê.


Rô Olem

sábado, 29 de junho de 2013

Pensamento



"Ter medo é normal.Sufocá-lo dentro de si é um ato de coragem.
Seguir adiante e jamais deixar que a confiança em sua capacidade se acabe é o grande aprendizado aí.
Se tropeçar, levante!
Se cair, saia do chão e com firmeza segue!


SEMPRE!!!"



Rô Olem

terça-feira, 30 de abril de 2013

Pensamento



"Se você diz que sua vida é maravilhosa e nutre sentimentos ruins por alguém, você não passa de um mentiroso que engana a si.
Se sua vida realmente fosse maravilhosa, você não nutriria maus sentimentos por ninguém, principalmente por saber que a vida lhe da exatamente aquilo que você sente e pensa como retorno.
Lembre-se: a vida é um espelho.Só quem é capaz de amar a si verdadeiramente é capaz de encontrar amor em seu caminho.
Alimente a raiva e o ódio e isso florescerá mais e mais em seus dias."


Rô Olem

sábado, 27 de abril de 2013

Pensamentos



"Quem aprende a carregar o que é realmente necessário no coração, jamais se sente só!"



Rô Olem

sexta-feira, 29 de março de 2013

Na direção, a poesia - Parceria



Sabe quando a poesia vem desaforada?
Parece com um capeta
dirigindo uma lambreta
mas não quer virar piada...
É quando ela esquece o pé no fundo
e desce a ladeira
de forma desenfrada
poesia marota não se importa
o que ela quer é dirigir sobre a calçada
fazer alvoroço
divertir e provocar a menina e o moço
Tresloucada ela passa
Batom borrado, roupa rasgada
rindo desenfreada, dessa sociedade estranha
Que faz de tudo pra esconder que é adoentada!


Anorkinda e Rô Olem

quarta-feira, 13 de março de 2013

Passos na Areia



Aqueles passos na areia
foram a única maneira que pude encontrar
para que você me visse um dia
para que pudesse me achar

Estive ali, bem perto
você insistiu em não perceber
o vento foi apagando
e os sinais se desfazendo devagar

Suspirei olhando o mar
a brisa e a água me acompanharam
segui adiante, sem saber
exatamente onde iria parar

Desenhei um pedido de socorro
e os céus mandaram chuvas
tormentas que meus tormentos alimentaram
extinguindo da areia o meu chamado

Uma sombra sem corpo
um amor sem gosto
uma tristeza dolorosa
e que, por vezes insuportáveis, riam de mim

Os pés descalços,
a alma despida, indefesa
interior que você abraçou
e a sua insensatez fez o favor de machucar

Ainda sim, era possível
se você quisesse, teria visto
meus passos sinceros no chão
que sangravam turvando a areia
a cada batida de meu coração.


Rô Olem

terça-feira, 5 de março de 2013

Poeminha sacaninha



Maré de amor, porque amor é um mar.
Vem, te carrega e te afoga.
Fim!

Sertanejo onde?



Virou moda ser do sertão
Falar com sotaque ensaiado
Fazer parte do circo
Midiático todo armado

Cantar sobre o nada
Não ter algo a acrescentar
Criar uma legião de fãs
E não ter nada de bom pra mostrar

Mãe, também quero ir nessa
Fazer coração com as mãos
Encher o bolso de grana, afinal
Ser reconhecido em nível nacional

Serei a bola da vez
Um estrondoso sucesso absurdo
Tocar até pra surdo ouvir
Oferecer o vazio ao público

Sou sertanejo, "dos mió de bão"
No fundo não sou autêntico, nem nada
O que eu quero é estar na estrada
Cantar pra multidão

Criei o rótulo "universitário"
E colou tão bem, que a concorrência aderiu
Montar uma dupla igual as outras
É a grande moda no Brasil!

Rô Olem

Dormente



Num mar de malvadezas 
Ela tentava sobreviver
Desdenhavam de suas roupas
De sua triste condição

Comia o que tinha, doação
Agradecida se retirava
Com muita contrição
Toda noite, com muita fé orava

Sonhava com uma vida melhor
Um acorde que soasse suave
Enquanto os sinos da mente
Dormente badalavam incessantes

Por que nada seria como antes?
"Peça e vos será dado"
O que havia mudado?
Quem permitiu quebrarem as regras?

Os joelhos se dobravam
Numa súplica silenciosa
O mundo cor de rosa
Havia perdido a cor

Sonhos desbotados
Por lágrimas que pontilhavam o chão
E numa última instância
Desesperada gritava a esperança...

Rô Olem

Areias do Tempo



O que você fez
Com os sonhos embalados
Com laços bonitos enfeitados?
O que você fez?

Largou no caminho
Penou sozinho, errante
Jogou com a sorte
Onde está sua vida?

Silenciou timidamente
Tipicamente perdido e vazio
Um rio cheio de vazão
E praticamente nenhuma emoção

Quem você é quando olha no espelho?
E esses olhos vermelhos
Muita inteligência, pouca sabedoria
Os dias partem, te partem ao meio

Uma estrutura partida
Sem pilar de sustentação
Um sopro do destino
E tudo acabou no chão.

Então, quem é?
Quem quis ser?
De qual das suas vidas fugiria
Se ainda pudesse correr?

E se a vida te sorrisse,
Qual seria sua reação?
Num curto espaço de tempo
No fim da sua balada-canção

Rô Olem

segunda-feira, 4 de março de 2013

Promoção 2013! - Sorteio e resultado

Como ja andei mencionando nos ultimos dias, realizaria o sorteio dos vencedores no sábado.Foi o que fiz e disponibilizo agora a lista dos ganhadores e imagens e vídeo do sorteio!

O primeiro ganhador, através de sorteio, ficou com os seguintes livros:



O segundo ganhador, também através de sorteio, ficou com:




E o terceiro com:




A foto com o nome de todos participantes:




E por fim, o tão esperado sorteio (tá, talvez nem tão esperado assim!Rsrs):
Peço por gentileza, que os ganhadores entrem em contato pelo email viop.mt@gmail.com ou então pelo FB www.facebook.com/rodrigo.olem para me passar os dados pessoais e endereço para o envio dos livros.
Pra matar a curiosidade e saber se você foi um dos sorteados, é só assistir o vídeo!


domingo, 3 de março de 2013

Insônia



Revirando na cama busco
Numa inquieta procura
No silêncio insano da cidade
Ouvir teu coração

Onde se escondem teus desejos
Em quais pensamentos estou?
Emudecidas as palavras se contraem
Perdidas no escuro da tua ausência

Hormônios adoecidos fervem
Numa ebulição desenfreada
" -Abstinência, abstinência de você!"
Gritam desesperados!

O que aplaca essa dor?
Quem apaga teu calor de mim?
Solidão, me abraça nas madrugadas
Que faço? Que penso? Descontrole!

Sem rumo, sem norte
Sem você, combalido, sem sorte!
E quando o beijo vier?
Num viés de luz, deixarei você partir?

Dor, me acomete
Se repete, noite sim, sempre
E não , não vou fugir, não posso!
Desse destino contundente.

E quase louco, sou convencido
Nessa batalha inquietante
Que o pior perigo
É deixar o amor a própria sorte!!!

Rô Olem

sábado, 2 de março de 2013

Pensamentos

Ao acabar de assistir um filme, me vieram inúmeras indagações a mente.
No calor do momento, escrevi isso e postei no FB.
Achei que ficou interessante e resolvi partilhar aqui tambem...

Enfim, bom restinho de sábado e ótimo domingo a todos!



"E quando fizermos todas nossas escolhas e elas nos levarem ao fim?Regrediremos o tempo e faremos tudo inversamente diferente?Desmancharemos os minutos e faremos uma nova divisão? Escreveremos uma história com fim programado e com meios conhecidos que podem ser revividos ou não?
Se nossas escolhas são conhecidas de alguem, por que entao, escolhemos em um tabuleiro dividido em casas exatas pra satisfazer sentimentos que no fundo não podemos tocar?
Teremos vários amores ou apenas um que sera a medida exata da bondade humana ou da insanidade fatal?Semearíamos novamente se soubessemos que no fim tudo feneceria e morreria? Se tudo fosse transmutado em algo talvez bem diferente do que imaginamos, agiríamos racionalmente ou o acaso definido antes de nascer regeria nossos passos?
Que escolhas você fez? Que escolhas você faz?O que a sua criança interior te pede todo dia e você simplesmente deixa de lado?
E se a morte fosse apenas a encenação da vida pra que depois de tudo vivessemos de verdade?
Quando você der seu último suspiro, qual será o pensamento que deseja ter?"



Rô Olem

Promoção!



Lembrei agora que ainda não expliquei como vai funcionar o sorteio.
Mas enfim, é sempre bom esclarecer pra que depois ninguem se sinta lesado.

Portanto, será da seguinte forma:
1º - Farei um sorteio dos livros para que os títulos fiquem sortidos.
2º - Colocarei o nome de todos que participaram em um unico local e retirarei de lá, na ordem, o 1º ganhador, que levará 3 livros, o 2º ganhador que levará mais 3 livros e o 3º ganhador que levará 2 livros.
3º - Será tudo filmado par que não haja dúvidas em relação a nada.
4º - 4 livros são usados mas estão todos em bom estado de conservação e perfeitamente legíveis.Os outros 4 são novos.
5º - Os sorteados terão 7 dias para me passarem seus dados para envio, do contrário, farei um novo sorteio  entre os participantes que no sorteio prévio não ganharam nada.

Acredito que é isso, então, hoje ainda realizarei o sorteio.
Cruzem os dedos e boa sorte!

Amor pra mais amar



Te dou meu coração
Em troca, bem que você podia
Me amar noite após noite
Dia após dia, com emoção

Te deixaria ensinar
Tudo que desaprendi
Por medo bobo
De abrir o peito, amor

Te daria um sorriso por vez
E ficaria contigo mês a mês
Sem planos exatos, ou quem sabe sim
Até as amarguras da vida adoçar

Entregaria todas as flores em botão
Um abraço, mão com mão
Companhia e carinho
Pra minuto a minuto cativar

E olhando em teu olhar
Te entregaria um amor pra vida
Alguma coisa colorida
Com as cores que a gente inventar!

Ro Olem

Play



Insira a moeda
Para seu jogo começar
Não tem vida extra
Não da mais pra voltar

Faça a escolha adequada
Monte a estratégia certa
E fique esperta, 
Pra nenhuma armadilha te pegar

"Viva um dia de cada vez", dizem
Mal sabendo que a vida brinca
Com a razão, chacoalha, da safanao
Você é só mais um a deriva

As vezes um fôlego extra ajuda
Mas não muda a dificuldade
Jogo com final conhecido
Com um atalho ou outro, brevidade

Conhecer o roteiro, não livra
Tudo que terá que passar
Bom jogador ou não, esforço
Talvez seja suficiente pra ganhar!



Rô Olem

sexta-feira, 1 de março de 2013

Promoção encerrada!




Bem , como todos já devem saber, a promoção dos livros ia somente até ontem, portanto, este final de semana realizarei o sorteio e segunda saem os vencedores!
Boa sorte a todos que quiseram entrar na brincadeira e tentar a sorte!
E muito obrigado!

Heróis derrotados



Guerras vis
Vi, ouvi, lamúrias
Penadas almas
Que perdidas vagueiam

Nos campos
Onde o sangue era derramado
Além de gritos
Lágrimas secas, vidas dissecadas

Desespero e dor
Que não se mediam
O chão testemunhava
E fazia a contagem

Ali, não se matava por coragem;
O que reinava, era a sobrevivência
Da imbecil crença
Que se lutava pela pátria

Altas patentes,
Fétidos dejetos humanos
Cobertos, frios
Por rotos pedaços de pano

Sobreviver era apenas castigo
Sobreviver era sentença de morte
Uma sorte invertida, coroada
Por medalhas vazias, que não valiam nada!!!

Rô Olem

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Madrugando



Se eu fizer teu olho brilhar
qual o problema, o que é que há?
Nesse teorema, cabe a teoria
e amor, muito amor, noite e dia!

As flores vão reviver,
mesmo as arrancadas
tudo vai crescer, não chore por nada
muitas vão brotar, até na calçada!

Deixa a magia te pegar
sou simples, simplório menino
nada sei muito bem, coisa e tal
mas amor sei sentir, destino natural

Então pega minha mão sem medo
olha nos olhos, como se fosse cegar amanhã
suspira fundo e enfrenta, inventa se precisar,
ao menos uma razão pra esquecer o mundo!

Derruba o muro, traz pra perto
fica esperto, que a vida necessita gente alerta
gente esperta, mas sem malandragem;
guarda só o que for bom nessa viagem!

E enche bem sua bagagem
carrega mesmo trôpega
a saudade do que ainda não chegou
sonha, traz pra real a tua mais doce vontade!


Rô Olem

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Semear



Vai brotar sim
na hora certa germina
porque não termina
o ciclo é assim

A flor vai desabrochar,
a árvore frutificar
seu sorriso vivificar
feito luz no girassol

Mas lembre de arar
e o solo também regar
pra que o fruto seja bom
a semente vai nascer!

Deixe o tempo agir
aprenda a esperar
e respire fundo
as vezes num segundo brota, vem!

Desabrocha.

O mundo vai colorir
e mais belo acontecer
o paraíso é aqui
onde estamos, eu e você

Semeie,
sem meias palavras ou meias verdades
não se acovarde, imprima
não reprima a vida , seus mais belos tons

Tenha sempre em mente
que a semente morre antes de nascer
e se for pra florescer,um dia,
contente fará acontecer!


Rô Olem

Forte!



Aquele motor funciona
reluz nos olhos, coração
dança sibilante, adrenalina
pureza radiante, ilumina!

O diamante, retina
alucina numa vontade de clarear
matriz da vontade
força motriz da capacidade

Os dias passam assim
de cinzentos a ensolarados
tempestuosamente salpicados
Afetuosas vitórias.

E de tudo que lhe é sagrado
nasce a vontade de agir
impulsivo, incontrolável
necessidade de viver!

Transcende!

E mesmo que perca eventualmente
olhará o horizonte, valoroso
Validando assim cada dia
com a força de um leão

Sempre enfrenta!
Sempre em frente!

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Multicor



 Asa colorida
traz vida onde passa
feito flor desabrochada
caleidoscópio voador


Flores pintadas de sol
vívidas telas, no ar
onde Deus por descuido
deixou sua paleta de cores cair

Berram ao fim da tarde
como se precisassem de atenção
chamativas obras
roubam as sobras de frutas no pomar

E quando a noite chega
Ainda sim, mantém o brilho
perfeição em cores
que passa de geração em geração.

Rô Olem 

Top 10 - 2012




Com um pouco de atraso, mas aí estão os 10 posts mais lidos do ano que se foi.

http://conjuncao.blogspot.com/2011/05/mais-uma-de-amor.html
http://conjuncao.blogspot.com/2011/05/muito-mais.html
http://conjuncao.blogspot.com/2011/04/notas.html
http://conjuncao.blogspot.com/2011/05/passaros-voar-parceria.html
http://conjuncao.blogspot.com/2011/04/rio-existe-pra-rir.html
http://conjuncao.blogspot.com/2011/05/menino.html
http://conjuncao.blogspot.com/2011/04/o-ceu-e-o-limite.html
http://conjuncao.blogspot.com/2011/05/passaro-solto.html
http://conjuncao.blogspot.com/2011/05/caminhando-e-contemplando.html
http://conjuncao.blogspot.com/2011/05/ebulicao.html

Pensamentos



‎"Ja jogou água em alguém?
Sempre respinga algo em você.

Com os pensamentos e desejos não é diferente."





Rô Olem

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Tá esperando o que?



"A oportunidade vai bater a sua porta diversas vezes.
Cabe a você querer tentar e fazer dar certo, principalmente porque, se nao fizer, alguém fará.
Simplesmente não existem oportunidades perdidas.
Enquanto você chora, alguém ja esta sorrindo porque fez dar certo aquilo que você deixou de lado."


Rô Olem

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Olhe pra frente!



Sabe por que o sol e o céu parecem tão incríveis hoje em dia?
Porque a maior parte das pessoas passa o dia todo olhando pra baixo, grudada nos seus celulares e computadores...
Sabe por que uma simples foto de sol ou paisagem que seja faz tanto sucesso na internet?
Porque boa parte das pessoas sabe que existe mas a maioria delas prefere olhar seus emails do que um fim de tarde...
E é exatamente isso que estamos nos tornando....preferindo ver as coisas numa tela que ao vivo...preferindo frases prontas e reconhecimento virtual em detrimento do real...Compartilhar à viver....
Por que vc não pode viver e compartilhar?

Onde quer chegar?
O que está buscando na realidade?
A que se dedica com vontade?
Você segue suas paixões de infância ou agora que é adulto precisa parecer adulto pra ser aceito na sociedade?

Como venceremos em algo, se nosso costume diário é andar de cabeça baixa?

Só enxerga o que vem adiante, quem olha o horizonte!






Rô Olem

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Bicho da Madrugada



Bicho da madrugada
Não teme o escuro
Pula os muros
Anda solto na calçada

Uiva pro vento
Caça a noite
Persegue a escuridão
Se alimenta de estrelas

Insone predador
Que tem um amor
Platônico, inquietante
Pelo sorriso irônico da lua

Bicho da madrugada
Que as sombras abraça
Abarca em seu coração
Solidão latente e liberdade


Rô Olem

Lívida Loucura



Fujo de minha loucura
Mas toda manhã no espelho
Ela sorri pra mim
E com a cara mais lavada diz: "me atura!"

Ah,criatura, vê se me deixa!
Larga do meu pé!
Só me deixe maluco
Quando eu realmente quiser!

Sai, xispa, passa!
Fica rindo na minha mente
Fazendo um monte de pirraça
Loucura, para de graça!

Só te preciso
Quando o sorriso escassa
E a monotonia me abraça;
Aí sim, loucura, me provoque!

Me permita a lucidez
Sem me tirar o devaneio
Me mantenha alheio
No mundo, às desgraças

E me proteja, seja do que for
Porque ser são não tem la muito valor
Se não for pra pirar
E viver lívidas e lúdicas alucinações

Rô Olem
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...